China confirma intenção de retomar diálogo nuclear dia 8

O governo chinês confirmou nesta terça-feira ao Japão a sua intenção de retomar no dia 8 de fevereiro as conversas de seis lados sobre o programa nuclear norte-coreano, segundo fontes oficiais japonesas citadas pela agência Kyodo.A esperança é de que o novo encontro sirva para iniciar o plano americano de desnuclearização da península de Coréia, que pode incluir a paralisação do reator de Yongbyon e o retorno dos inspetores da Agência da Energia Atômica à Coréia do Norte, segundo a Kyodo.O governo japonês já tinha afirmado há dois dias que a intenção era fixar 8 de fevereiro como data para retomar as negociações com a Coréia do Norte. A última reunião, de 13 de dezembro, terminou sem avanços significativos.A China propôs que haja cinco grupos de trabalho dentro dasnegociações, nas quais participarão representantes das duas Coréias, Japão, Rússia, Estados Unidos e China.A condição da Coréia do Norte é que os EUA suspendam ocongelamento de fundos norte-coreanos no Banco Delta Asia (BDA), de Macau, por suposta lavagem de dinheiro.Pelo acordo de 2005, Pyongyang desmantelaria seu programa nuclear em troca de ajudas econômicas dos outros participantes do diálogo e garantias de segurança por parte de Washington. Mas a decisão não saiu do papel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.