China confirma mais um caso de Sars

O ministério da Saúde da China confirmou hoje mais um caso de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) no país, o quarto nas últimas semanas. A vítima já foi tratada e recebeu alta do hospital. Segundo a agência chinesa de notícias, trata-se de um médico de 40 anos da cidade de Guangzhou, de sobrenome Liu. Ele começou apresentar sintomas da doença em 7 de janeiro, e estava internado desde o dia 13. Agentes de saúde estão monitorando 48 pessoas que tiveram contato com Liu.Foi em Guangdong que o primeiro caso de Sars foi confirmado, em novembro de 2002. Desde então, contaram-se mais de 8 mil vítimas no mundo todo. Morreram 774 pessoas, 349 delas na China continental. Em julho do ano passado, a síndrome pareceu ceder, até que novos casos fossem descobertos recentemente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.