China confirma oito mortos nas explosões em Xinjiang

O governo chinês confirmou a morte de oito pessoas nas explosões que aconteceram neste domingo na província de Xinjiang, no noroeste da China. O atentado aconteceu na cidade de Kuqa, deixando um policial e sete supostos terroristas mortos - outros dois policiais e dois civis ficaram feridos.Segundo a polícia chinesa, os terroristas atacaram uma delegacia de Kuga com bombas, matando um policial e ferindo outros dois, além de ferir dois civis - também foram destruídos dois carros da polícia.A imediata reação policial provocou a morte de um dos quatro terroristas envolvidos no ataque, enquanto outro se matou, outro ficou gravemente ferido e outro foi capturado. Depois, a polícia disse ter encontrado outros cinco responsáveis pelo atentado, matando dois deles - os outros três teriam se matado.Província de maioria uigur - muçulmana -, Xinjiang abriga grupos radicais que lutam pela separação da China, cuja população total é 90% formada pela maioria étnica han. No começo da semana passada, dois uigures lançaram um ataque contra um quartel da polícia na cidade de Kashgar, matando 16 policiais e ferindo outros 16.Apesar da violência em Xinjiang, o Comitê Organizador da Olimpíada (Bocog) afirmou neste domingo que não vê ameaça aos Jogos de Pequim. Segundo os organizadores, os terroristas na região estão preocupados apenas com o movimento separatista. Mas, mesmo assim, prometeram reforçar a segurança nas instalações olímpicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.