China critica o primeiro-ministro do Japão

A China criticou o primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, nesta quinta-feira por ele ter dito que as ilhas disputadas entre os dois países são "parte inerente" do território japonês. "A China está fortemente decepcionada e opõe-se com firmeza à obstinação errônea do líder japonês nesta questão", afirmou o Ministério de Relações Exteriores chinês.

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2012 | 11h01

As relações diplomáticas entre China e Japão estão no pior nível dos últimos anos por causa da disputa pelas ilhas localizadas no Mar da China Oriental, chamadas de Senkaku em japonês e Diaoyu em chinês. A região também é reivindicada por Taiwan. Elas são pequenas e desabitadas, mas estão localizadas em águas boas para pesca e talvez abriguem grandes reservas de gás natural.

Noda disse em Nova York na quarta-feira que as ilhas pertencem ao Japão "à luz da história e lei internacional". Ele afirmou que a questão deve ser resolvida pacificamente. Já a China afirma que Tóquio ignora fatos históricos e o direito internacional. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaJapãoilhasdisputa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.