Roman Pilipey/ EFE/EPA/
Roman Pilipey/ EFE/EPA/

China critica Taiwan por oferta de asilo a manifestantes de Hong Kong

Porta-voz chinesa afirmou que o oferta iria “encobrir crimes de um pequeno grupo de militantes violentos”

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2019 | 05h10

HONG KONG - A China criticou, o governo de Taiwan por oferecer de asilo político a manifestantes do movimento pró-democracia de Hong Kong. A oferta  iria “encobrir os crimes de um pequeno grupo de militantes violentos”, disse a porta-voz chinesa Ma Xiaoguang nesta segunda-feira, 19.

Ma, que atua no Gabinete de Assuntos de Taiwan no governo chinês, afirmou ainda que a oferta poderia transformar Taiwan em um “paraíso para evitar a lei”.

O governo de Taiwan - ilha autogovernada que a China considera parte de seu território - tem demonstrado apoio ao movimento pró-democracia e chegou a oferecer asilo para manifestantes. Não se sabe, no entanto, se os pedidos foram recebidos.

No 11º fim de semana consecutivo de protestos pró-democracia, centenas de milhares de pessoas foram às ruas. A polícia disse que o protesto foi pacífico de modo geral, mas acusou um grande grupo de “violar a paz pública” ao ocupar uma importante via do território.

As manifestações tiveram início em junho, contra um projeto de lei que previa extradição para julgamentos na China, mas tomaram uma proporção maior e continuam apesar da suspensão da proposta. Essa é a maior crise política de Hong Kong desde que o território foi devolvido do Reino Unido à China./AP

 

Tudo o que sabemos sobre:
China [Ásia]Taiwan [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.