China dará prioridade à expansão do emprego em 2011

O governo da China disse neste domingo que o país não deve buscar "cegamente" uma taxa de crescimento mais elevada, mas, em vez disso, deveria priorizar tarefas como a estabilização de preços e expansão do emprego.

NALU FERNANDES, Agência Estado

12 de dezembro de 2010 | 09h52

A China deveria "dar mais atenção para qualidade e resultados do crescimento, dar mais atenção ao estímulo do emprego e à melhoria de vida das pessoas", disse o governo, em um comunicado divulgado pela agência oficial de notícias Xinhua.

O comunicado segue-se a uma conferência três dias para a área econômica, uma reunião de alto nível dos líderes de política econômica.

A China irá adotar uma política mais "proativa" na área de emprego no próximo ano, disse o comunicado, fazendo do emprego uma "prioridade do desenvolvimento econômico". A China também irá expandir a demanda doméstica, consumo e importações, e usará importações para promover reestruturação e equilíbrio da economia, segundo o documento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinacrescimento econômicoemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.