China demite 15 autoridades por negligência em resposta a tremor

Quinze autoridades do governo daprovíncia de Sichuan, na China, foram despedidas devido àdemora em responder a um terremoto ou por "negligência" emrelação ao trabalho de ajuda às vítimas, disse a mídiaestatal. As autoridades demitidas vão desde o chefe do partido numavila até o vice-chefe do birô municipal de assuntos civis. Elasforam recriminadas pela "resposta tardia ao tremor e (pelos)trabalhos de ajuda mal feitos", disse a agência de notíciasXinhua. A negligência exerceu uma "influência muito ruim" sobre opúblico, teria dito uma autoridade consultada pela Xinhua, quenão deu mais detalhes. Treze outros membros do governo tambémforam punidos pelo descuido. No mês passado, a China introduziu uma lei que pune aspráticas de fraude depois do terremoto, como o comércio deitens de ajuda. Quase 87 mil pessoas estão mortas ou desaparecidas depoisdo terremoto de 12 de maio, no qual muitas cidades foramreduzidas a escombros. As tropas chinesas monitoram a barragem que segura um lagoformado pelo tremor devido aos deslizamentos de terra, quebloquearam um rio. O nível das águas subiu e as réplicas dostremores lançaram mais escombros para o rio, disse a mídialocal na segunda-feira. (Reportagem de Nick Macfie)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.