China descobre anticorpos contra vírus da Sars

Uma equipe de cientistas chineses anunciou hoje o descobrimento de anticorpos contra o vírus da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars), a pneumonia atípica. A descoberta poderá servir, futuramente, para que a população mundial seja imunizada contra a epidemia que já afetou 7.739 pessoas no planeta. A revelação foi feita no jornal China Daily e apresentada pelo especialista de doenças contagiosas Li Gang, da província de Cantão.Uma das principais descobertas dos cientistas é que, segundo se verificou dos casos analisados, as vítimas da Sars desenvolvem em seu organismo um anticorpo com o qual é muito difícil que voltem a contrair a doença. A equipe de Li Gang iniciou suas investigações em 2 de fevereiro e analisou 21 pacientes da pneumonia atípica.O anticorpo, similar ao que existe contra a hepatite A, permitirá que as vítimas da Sars sejam imunes à doença. A próxima etapa será a produção de vacinas que poderão imunizar as pessoas que nunca contraíram a doença, reduzindo o poder de expansão do vírus.Hoje, a Organização Mundial da Saúde avaliou que a epidemia está controlada em Hong Kong, onde se registraram menos de dez novos casos diários pela segunda semana consecutiva. No último balanço, foram cinco mortes e quatro novos casos. Os novos dados elevam para 243 o número de mortes e 1.720 casos de doentes da Sars.Segundo o chefe da divisão de doenças transmissíveis da OMS, David Heymann, em breve não haverá novos casos em Hong Kong. "Podem ser dentro de duas, de quatro ou de seis semanas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.