China descobre contaminação em derivados de leite

A mídia estatal chinesa informou que o produto químico melamina foi encontrado em produtos derivados do leite na China meses após ter estourado o escândalo do leite contaminado, um sinal de que a indústria retomou suas práticas potencialmente perigosas poucos meses após a contaminação alimentar que começou em 2008.

AE, Agencia Estado

25 de janeiro de 2010 | 17h10

Produtos derivados do leite feitos por três indústrias, Shandong Zibo Lusaier Dairy Co., Liaoning Tieling Wuzhou Food Co e Laoting Kaida Rrefrigeration Plant, tinham melamina excessiva e foram retirados das prateleiras das lojas e supermercados na província de Guizhou, no sudoeste chinês, de acordo com uma reportagem de 19 de janeiro. A reportagem informou que os produtos das três empresas foram retirados de circulação no início de 2009. A reportagem foi publicada nesta segunda-feira pelo jornal ''China Dairy'' e atraiu a atenção do país. Uma porta-voz do governo de Guizhou não quis comentar a matéria. As empresas não se manifestaram, informa o ''Wall Street Journal''.

Pelo menos 300.000 crianças ficaram doentes em 2008 após terem consumido leite contaminado por melamina. Seis bebês morreram.

O governo aprovou uma nova lei que prevê testes mais rigorosos dos produtos e afirmou que não toleraria mais falsificações.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaleitecontaminação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.