China deve anunciar veredicto de Gu na segunda-feira

O tribunal chinês que julga a acusação de assassinato contra Gu Kailai, esposa do político Bo Xilai, vai emitir o veredicto na segunda-feira, mais um passo na resolução do escândalo que abalou o Partido Comunista e a troca de comando que acontece uma vez a cada década na China.

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2012 | 13h21

Gu é acusada de matar o empresário britânico Neil Heywood, que, após uma disputa por dinheiro, teria passado a representar uma ameaça para o filho dela. A imprensa estatal reporta que a ré confessou o crime. É certo que ela será declarada culpada, só não sabe qual será a sentença, que pode ser até de prisão perpétua ou pena de morte.

A prisão de Gu e a subsequente destituição de seu marido, na época chefe do Partido Comunista na cidade de Chongqing e cotado para alcançar cargos ainda mais importantes neste ano, iniciou a maior turbulência política na China desde os protestos na Praça da Paz Celestial, em 1989. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinajulgamentoGu Kailai

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.