China diz estar aberta a visita de novo líder norte-coreano

A China disse nesta terça-feira que estava aberta a uma visita do novo líder norte-coreano, Kim Jong-un, após a morte do pai dele, Kim Jong-il, em comentário feito durante uma visita do presidente chinês, Hu Jintao, à embaixada norte-coreana em Pequim para oferecer suas condolências.

REUTERS

20 de dezembro de 2011 | 08h02

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Liu Weimin, afirmou no início de um informe à imprensa que "não tinha informações" sobre se Kim Jong-un seria bem-vindo à China.

Mas esclareceu posteriormente: "Quero acrescentar que a China e a Coreia do Norte sempre mantiveram visitas de autoridades importantes, então o líder norte-coreano é bem-vindo para uma visita em um momento que seja conveniente para ambos os países." Ele não deu mais detalhes.

Os comentários foram feitos depois de uma mensagem divulgada pelo governo central da China na segunda-feira, oferecendo apoio à Coreia do Norte e expressando confiança em Kim Jong-un -- filho mais jovem de Kim Jong-il e seu sucessor, pouco conhecido fora do país.

(Por Chris Buckley e Ben Blanchard)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINACOREIANORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.