China diz que será fornecedor confiável de terras raras

A China garantiu à secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, que será uma "fornecedora confiável" de metais de terras raras para os norte-americanos. O assunto foi trazido à tona por Hillary durante uma reunião com o ministro chinês de Relações Exteriores, Yang Jiechi, paralelamente a uma reunião de cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean, em inglês).

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2010 | 20h33

Segundo uma autoridade dos EUA, Hillary "quis um esclarecimento sobre a política do governo chinês a respeito das exportações de minerais de terras raras e recebeu garantias". A autoridade acrescentou que Yang disse à secretária que a China não utilizará os metais de terras raras como ferramenta diplomática, política ou econômica para lidar com outros países e que Pequim não quer que a exportação desses produtos seja um problema.

As recentes restrições chinesas às vendas de metais de terras raras chamaram a atenção da comunidade internacional. Companhias japonesas disseram que os chineses interromperam as exportações desse produto para o Japão desde 21 de setembro, após o capitão de um barco pesqueiro da China ter sido preso por colidir com um navio militar japonês. O capitão foi libertado posteriormente.

A China concentra 97% da produção mundial dos metais de terras raras, que são utilizados na fabricação de itens como telefones celulares, mísseis e painéis de energia solar. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaterras rarasEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.