China e Canadá firmam acordo para uso do yuan

China e Canadá firmaram acordo para expandir o uso da moeda chinesa no comércio e em investimentos, com a criação de uma linha de swap no valor de Us$ 32 bilhões.

Estadão Conteúdo

08 Novembro 2014 | 16h57

Anunciado durante a visita do primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, o acordo prevê que o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) irá designar um banco de compensação no Canadá para a transação do yuan. A China também concedeu para instituições financeiras canadenses uma quota de 50 bilhões de yuans para investimentos no mercado de capitais chinês.

De acordo com anúncio do PBoC, o acordo de swap tem validade de três anos e permitirá que os bancos centrais dos dois países emprestem até 200 bilhões de yuans e 30 bilhões de dólares canadenses.

O Banco do Povo da China já assinou acordos de swap com diversos países, como o tratado firmado com o Qatar nesta semana, no valor de 35 bilhões de yuan. Fonte: Dow Jones Newswires

Mais conteúdo sobre:
ChinaCanadáyuan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.