China e Japão cedem a diálogo sobre disputa territorial

O enviado da China a Davos, o embaixador Liu Zhenmin, expressou esperança nesta sexta-feira de que a disputa das ilhas reivindicadas por China e Japão seja "controlada" em breve. Ele afirmou que seu país espera que o governo japonês aceite a história e a realidade e "tome as medidas certas para superar sua dificuldade nas relações com a China".

AE, Agência Estado

25 de janeiro de 2013 | 16h37

Ambos os lados têm cedido a diálogos para evitar um confronto armado, apesar de o Japão ter rejeitado a exigência da China para que o país reconheça a disputa por soberania. As ilhas são rodeadas por excelentes condições para a pesca e potencial riqueza de petróleo, gás e outros recursos. Os chineses afirmam ter soberania de todo o Mar do Sul da China, onde há um conjunto de ilhas não habitadas chamadas de Senkaku no Japão e de Diaoyu na China.

Nesta sexta-feira, uma autoridade do Japão se encontrou o líder do Partido Comunista chinês, Xi Jinping, para entregar a ele uma carta do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, o que sinaliza um esforço por diálogo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaJapãodisputa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.