China e Malásia construirão a maior ponte do Sudeste Asiático

A obra, que terá 22,5 quilômetros de comprimento, ligará os dois países

EFE

15 Julho 2007 | 03h24

Empresas chinesas e malaias decidiram construir a maior ponte do Sudeste Asiático, com 22,5 quilômetros de comprimento e que ligará a península Malásia com a ilha setentrional de Penang, informou neste domingo o jornal oficial "China Daily". A China Harbor Engineering Co. Ltd. (CHEC), principal empresa chinesa de infra-estruturas portuárias, será a responsável por controlar o projeto, que conta com um orçamento de US$ 1,1 bilhão e estará finalizado em janeiro de 2010. O Export-Import Bank of China (EXIM Bank), entidade estatal encarregada dos investimentos do Governo chinês no exterior, fornecerá um crédito de US$ 800 milhões com juros de 3% a 20 anos. Trata-se do maior crédito fornecido pela China para construir um projeto no exterior. A CHEC controlará 51% das ações do consórcio chinês-malaio que se ocupará do projeto, e os 49% restantes estará nas mãos da UEM Construction, uma subsidiária do conglomerado malaio UEM Group. A empresa chinesa se ocupará da construção da principal parte da ponte, que cruzará o Canal Sul, entre a ilha de Penang e a península Malásia, e a UEM será responsável do acesso à pote, que contará com duas plataformas que poderão ser usadas pelos turistas para desfrutar de uma vista panorâmica de Penang e da Malásia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.