China emite alerta vermelho com chegada de tufão

Administração do país prevê que tufão se dirigirá para o sul da China e região já teve voos cancelados; para o Centro de Alerta de Tufão da Marinha dos EUA tufão deve atingir Vietnã na 2ª

AE, Agência Estado

10 de novembro de 2013 | 11h52

Xangai- A administração Meteorológica da China emitiu neste domingo, 10, o sinal "vermelho", o mais alto em seu sistema de alerta de quatro níveis, à medida que Tufão Haiyan atingiu a província de Hainan ao sul. O tufão provocou chuvas fortes e o cancelamento de voos na província depois de devastar as Filipinas.

Seis pessoas desapareceram no mar após a corda da âncora de sua embarcação ser cortada no meio da tempestade, deixando o navio à deriva, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Na cidade de Sanya, em Hainan, o principal resort turístico, mais de 13 mil pessoas foram retiradas e cerca de 50 embarcações, retornaram ao porto, informou a imprensa estatal. Mais de 200 voos nos dois aeroportos de Hainan, em Sanya e Haikou, foram cancelados ou adiados, segundo os relatos.

A Administração Meteorológica prevê que o tufão se dirigirá para a região de Guangxi, no sul da China. Já o Centro de Alerta de Tufão da Marinha dos EUA acredita que o tufão passará pelo Vietnã ante de cruzar a fronteira da China. Mais de 600 mil pessoas foram transferidas no Vietnã antes da chegada do tufão, prevista para a segunda-feira de manhã, afirmaram autoridades.

Nas Filipinas, o número de mortos pelo supertufão que dizimou cidades inteiras pode ultrapassar 10 mil, alertaram as autoridades locais. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinatufão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.