China encontra objeto que pode ser de avião, dizem autoridades da Malásia

Satélite chinês teria capturado imagem de objeto flutuante com dimensões de 22,5 metros por 13 metros

Agência Estado,

22 de março de 2014 | 08h40

O ministro de Defesa da Malásia, Hishammuddin Hussein, disse neste sábado, 22, que um satélite chinês captou a imagem de um grande objeto em um amplo trecho de oceano onde equipes de busca esperam localizar um avião da Malásia Airlines que desapareceu há mais de duas semanas.

Segundo Hussein, a China identificou um objeto com dimensões de 22,5 metros por 13 metros flutuando no sul do Oceano Índico.

"A notícia que acabei de ter é que o embaixador chinês recebeu uma imagem de satélite de um objeto flutuante no corredor sul e que eles vão enviar navios para verificar", declarou o ministro a repórteres. Hussein afirmou não ter mais informações sobre a descoberta e que a China fará um anúncio com mais detalhes.

A emissora de TV estatal CCTV publicou no Twitter uma imagem do objeto dizendo que havia sido captada por volta de meio-dia de terça-feira (horário local), a cerca de 120 quilômetros ao sul de outra imagem de satélite feita dias antes de dois outros objetos no oceano.

Aviões e navios vêm vasculhando a área da descoberta anterior há três dias, mas ainda não localizaram nada. O voo 370 da Malaysia Airlines desapareceu no último dia 7 (pelo horário de Brasília) após decolar de Kuala Lumpur, capital da Malásia, com destino a Pequim. A aeronave tinha 239 pessoas a bordo.

Após uma semana de informações desencontradas, autoridades disseram que sinais enviados pelo Boeing 777 durante várias horas depois de ter desaparecido dos radares indicaram que o avião está em um de dois grandes arcos: um corredor ao norte, que vai da Malásia até a Ásia Central, ou um corredor ao sul, que se estende em formato de arco em direção à Antártica.

Aviões militares e civis também vasculham uma área de cerca de 2,5 mil quilômetros a sudoeste da Austrália, e duas aeronaves militares da China chegaram hoje à cidade de Perth para ajudar nas buscas feitas por australianos, neozelandeses e norte-americanos. Amanhã, deverão chegar aviões do Japão à região. (Fonte: Associated Press)

Tudo o que sabemos sobre:
Malásiaavião. Chinasatéliteobjeto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.