China entra para a OMC. Amanhã é a vez de Taiwan

A China se tornou neste sábado 143º país a fazer parte da Organização Mundial do Comércio (OMC). A comemoração feita pela delegação chinesa presente no Catar brindou os 15 anos de negociações necessários para que o país, hoje ainda uma economia estatal com traços de mercado, fosse aceita no grupo dos países cujo comércio internacional é regulado pelas mesmas regras. Para o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Kofi Annan, o ingresso do país na OMC é um "sucesso histórico para o sistema de comércio mundial".A entrada da China, que teve de fazer acordos bilaterais com todos os membros da OMC antes de ser aceita, também abriu as portas para a entrada de Taiwan na organização, que deve ser concretizada amanhã. A China foi, até agora, o único destaque afirmativo da IV Reunião Ministerial da OMC, que acontece até terça-feira, no Catar.Os delegados dos países membros começaram hoje a discutir a redação do que será a declaração final do encontro, se for mesmo aprovado o lançamento de uma nova rodada multilateral de negociações comercias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.