China envia caças para seguir aviões de EUA e Japão

A Força Aérea chinesa enviou dois caças de combate para seguir mais uma dúzia de aviões norte-americanos e japoneses que entraram em sua recém-estabelecida zona de defesa aérea e marítima sobre o Mar do Leste da China.

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2013 | 12h09

A mídia estatal chinesa citou o coronel Shen Jinke, porta-voz do Ministério da Defesa do país, para informar que caças chineses identificaram e acompanharam nesta sexta-feira os voos de dois aviões dos Estados Unidos e de dez aeronaves do Japão.

O coronel limitou-se a informar que os voos foram monitorados, sem fazer menção a nenhuma outra ação por parte da Força Aérea da China.

Pequim anunciou na semana passada que todos os aviões que entrassem no espaço aéreo de uma área marítima entre China, Taiwan, Coreia do Sul e Japão deveriam notificar de antemão as autoridades chinesas.

Os países vizinhos e os EUA protestaram contra a medida e advertiram que não irão respeitar a exigência chinesa. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinatensãovoosEUAJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.