China envia representante de nível ministerial a Taiwan

A China enviou pela primeira vez um funcionário de nível ministerial a Taiwan, em uma viagem de quatro dias. O objetivo é reconstruir os laços com a ilha, governada com autonomia mas que Pequim alega pertencer a seu território.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2014 | 02h43

Zhang Zhijun, ministro chinês do Escritório de Assuntos de Taiwan, desembarcou no principal aeroporto da ilha pouco antes do meio-dia desta quarta-feira, no horário local. Ele irá conversar privadamente com o representante de Taiwan sobre o corte de tarifas de importação e sobre a criação de escritórios no estilo consular para ajudar investidores e turistas.

China e Taiwan têm sido governados separadamente desde a guerra civil chinesa, nos anos 1940, mas Pequim acredita que o território eventualmente precisa se reunificar. Em 2008 Pequim deixou as ameaças militares de lado e assinou acordos para fortalecer os laços econômicos com o governo de Taiwan.

Mas, em março deste ano, centenas de manifestantes ocuparam o Parlamento de Taipei para impedir a ratificação de um pacto de liberalização comercial com a China. O protesto durou 24 dias e ganhou proporções maiores, sendo que muitos dos manifestantes pediram o fim de todas as negociações entre Taiwan e China. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Chinataiwanreunião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.