China estuda reformar o sistema tributário

As autoridades chinesas estão estudando reformar o sistema de pagamento de impostos privados, unificando as diferentes categorias atuais a fim de evitar as evasões de divisas por parte dos mais ricos, informou nesta terça-feira, 3, o jornal oficial China Daily.O anúncio foi feito depois que apenas 15% dos sete milhões de chineses - segundo a Administração - que ganham mais de US$ 15,4 mil anuais apresentaram sua declaração antes do dia 2 de abril, data limite para prestar conta dos rendimentos pessoais."Um sistema unificado de impostos resolveria o problema", assinalou um funcionário da Administração Estatal de Impostos (SAT, sigla em inglês) ao jornal China Business News.Atualmente, os impostos pessoais são divididos em onze categorias, como salário, lucros por renda e independentes, com diferentes limites e índices para cada uma.Este sistema apresenta vazios legais para os mais poderosos, que poderiam estar dividindo sua renda em diferentes categorias a fim de evitar impostos, acrescentou o funcionário.Até o momento, só 1,37 milhão de chineses declararam sua renda, sendo que os impostos aplicados ficam entre 5% e 45% do lucro a partir de rendas superiores a US$ 206 mensais.Esta fonte assinalou que o novo sistema, que inclui a redução dos atuais nove tipos de renda para sete, poderia entrar em vigor antes de 2010.No ano passado os impostos arrecadados pela SAT foram de US$ 30,650 bilhões, 17,1% a mais que em 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.