China, EUA e Coreia do Sul discutem situação após morte de Kim

Países concordam sobre importância de garantir paz e estabilidade na região.

BBC Brasil, BBC

20 de dezembro de 2011 | 09h10

O ministro do exterior chinês, Yang Jiechi, conversou com autoridades dos Estados Unidos e Coreia do Sul após a morte do líder norte-coreano Kim Jong-Il.

Segundo um porta-voz do governo chinês, durante a ligação telefônica, os três países concordaram sobre a importância de manter a paz e a estabilidade na península coreana.

A China vem demonstrando apoio a seu aliado comunista em um momento de transição e incerteza.

O presidente Hu Jintao visitou a embaixada norte-coreana em Pequim nesta terça-feira para oferecer suas condolências pela morte de Kim Jong-Il.

Na segunda-feira, o comitê central do Partido Comunista chinês saudou o filho mais jovem de Kim, Kim Jong-Un, como o novo líder da Coreia do Norte. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
chinacoreiakimjong il

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.