China evita atentado terrorista em avião

A China evitou uma tentativa de derrubarum avião de passageiros com destino a Pequim e a aeronave fezuma pouso de emergência seguro, informou uma autoridade nodomingo, no que a imprensa estatal chamou de um atentadoterrorista. O vôo de Urumqi, capital da região ocidental chinesa deXinjiang, onde militantes Uighurs protestam pela independênciado "Turquistão Leste", pousou na cidade do noroeste de Lanzhou,na sexta-feira, após a tripulação descobrir e evitar umatentativa de "causar um desastre aéreo", segundo o governadorde Xinjiang, Nuer Baikeli. "Quem são as pessoas envolvidas no incidente, de onde elassão, qual o seu objetivo e sua procedência, nós agora estamosinvestigando", disse. A agência de notícias oficial Xinhua informou queautoridades "evitaram um atentado terrorista planejado". "Felizmente nossa tripulação tomou medidas acertadas,descobriu e colocou fim em uma ação, prontamente. Todos ospassageiros, a tripulação e o avião foram salvos", disse ogovernador, afirmando que o vôo finalmente chegou a Pequim nosábado. De acordo com uma fonte ouvida pela Reuters, pelo menosdois passageiros do vôo CZ 6901 foram presos para interrogação. A fonte, que pediu para não ser identificada, disse quemateriais inflamáveis foram encontrados no banheiro do avião. Xinjiang conta com 8 milhões de muçulmanos Uighurs, muitosdos quais se ressentem da crescente presença e dominaçãoeconômica dos chineses Han. Uma autoridade chinesa alertou queUighurs estavam planejando ataques terroristas nas Olimpíadasde Pequim. O governador de Xinjang, da etnia Uighur, disse que apenasum "número muito pequeno de pessoas" na região apóia osseparatistas. "Eles não representam o povo Uighur", ele adicionou. Opresidente Hu Jintao se encontrou como uma delegação deXinjiang no sábado e pediu maiores esforços para a estabilidadesocial e a harmonia étnica, segundo a Xinhua. (Reportagem adicional de Benjamim Kang Lim)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.