Reuters
Reuters

China: ex-oficial do governo é condenado à prisão perpétua

Liu Tienan foi indiciado por acusações de propina e corrupção em junho e foi expulso do Partido Comunista no ano passado

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2014 | 01h38

O ex-vice-presidente da Comissão Nacional para Desenvolvimento e Reforma da China, Liu Tienan, foi condenado à prisão perpétua, informou a agência oficial de notícias Xinhua nesta quarta-feira.

Tienan, que também foi presidente da Administração Nacional de Energia da China, foi indiciado por acusações de propina e corrupção em junho e foi expulso do Partido Comunista no ano passado.

Segundo a Xinhua, o ex-oficial do governo chinês não estava disponível para comentar o assunto. Tienan é um dos funcionários de mais alto escalão condenado à prisão sob a campanha anticorrupção do presidente Xi Jinping. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.