China executa três por seqüestro e venda de 11 crianças

Dois homens e uma mulher foram executados no sudoeste da China, por seqüestro e venda de 11 crianças com idade entre dois e três anos, informou a imprensa local. As execuções foram promovidas em Kunming, uma cidade da província de Yunan, onde os 11 meninos foram seqüestrados entre 2001 e 2003, divulgou a agência de notícias Nova China.De acordo com a agência, diversas outras pessoas condenadas no caso receberam sentenças de seis anos de reclusão a prisão perpétua. A Nova China não publicou quantas são essas pessoas. O caso vem à tona em meio a uma campanha de repressão por parte do governo chinês, com o objetivo aparente de dar punição exemplar aos traficantes de crianças.Acredita-se que milhares de crianças sejam compradas ou seqüestradas anualmente na China. As crianças normalmente são vendidas a famílias que querem ter mais filhos, empregados ou criar uma noiva para o filho único.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.