China expressa "choque profundo" e condena atentados

O governo da China se disse "profundamentechocado" com os atentados terroristas contra os EUA."Nós expressamos um choque profundo após os sérios ataques emWashington e em Nova York, que causaram tantas vítimas. O governo chinês condena consistentemente e se opõe a todas asformas de atividade terrorista violenta", diz um comunicado do porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, ZhuBangzao.Segundo o comunicado, o presidente da China, Jiang Zemin, comunicou sua "profunda simpatia" a seu coleganorte-americano, George Bush, ao povo dos EUA e às famílias das vítimas.O governo chinês também expressou "gravepreocupação" com a segurança de seus cidadãos em território norte-americano e determinou que seus diplomatas "tomem medidas imediatas para garantir que nossos compatriotas feridos recebam todas as formas de assistência que sejam necessárias".Asegurança da embaixada dos EUA em Pequim foi reforçada horas depois dos atentados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.