China expressa preocupação com Iraque a Brasil e França

O novo ministro do Exterior da China comunicou a seus colegas do Brasil e da França sua "profunda preocupação" com o Iraque e disse que fará o possível "junto à comunidade internacional para evitar a guerra", informou a agência Nova China.Li Zhaoxing também mostrou-se decepcionado com o fim das inspeções de armas da ONU no Iraque.Li falou na noite de terça-feira com os chanceleres brasileiro, Celso Amorim, e o francês, Dominique de Villepin.A China se opõe decididamente à guerra e pede pela continuidade das inspeções. Pequim também exigiu que o governo iraquiano coopere com os inspetores.O novo presidente chinês, Hu Jintao, apelou pela paz em conversas por telefone com o presidente americano, George W. Bush, e os líderes da França e da Rússia, acrescentou a Nova China. O noticiário até 18/3/2003Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.