Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

China flexibiliza regras para estimular viagens

A polícia da China pretende flexibilizar as restrições de viagens impostas aos cidadãos que desejam sair do país, em uma medida que deverá impulsionar o fluxo de chineses para Hong Kong e outros destinos no mundo. Autoridades policiais informaram que a China deve divulgar, até o fim do ano, medidas para relaxar a regulamentação para pedidos de passaportes de residentes de 100 cidades de médio e grande portes do país. Hoje, a maioria dos chineses tem de pedir primeiramente autorização de seus empregadores antes de darem entrada nas solicitações de passaportes, um processo incômodo que acaba por deter vários cidadãos interessados em viagens externas. Desde o ano passado, no entanto, algumas cidades, incluindo Xangai e, a partir de hoje, Pequim, começaram a flexibilizar essas restrições. A nova política para solicitação de passaportes tem o objetivo direto de ajudar a economia de Hong Kong, uma vez que deve estimular o fluxo de moradores da China continental para esse território, que está passando por uma acentuada desaceleração. Hong Kong voltou a ser administrado pela China em 1997. Essa flexibilização se soma a outras medidas para diminuir o controle sobre a liberdade individual dos chineses. Em outubro, as autoridades deverão suspender as exigências que determinam que as empresas devem aprovar os planos de casamento de seus funcionários. Agora, algumas cidades permitem que trabalhadores das áreas rurais consigam emprego sem terem as permissões especiais.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2003 | 08h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.