China identifica origem das estátuas de terracota

A ciência moderna ajudou o governo a confirmar de onde os antigos artesãos que esculpiram os guerreiros de terracota tiraram a terra que produziu as peças. Depois de três anos de pesquisas, os cientistas concluíram que as estátuas foram feitas perto de onde foram encontradas, na cidade central de Xi´an, afirmou hoje o governo. Os guerreiros foram desenterrados do túmulo de Qin Shihuang, o imperador que é lembrado por ter unificado a China por volta de 220 a.C. Quase 8 mil estátuas de guerreiros e de cavalos, feitas em tamanho natural com o uso de terracota, além de dezenas de peças de artilharia, foram desenterrados nos anos 70 de três covas, a cerca de um quilômetro do túmulo do imperador. O objetivo dos guerreiros e dos cavalos era de proteger seu governante por toda a eternidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.