China impede entrega de textos sobre protestos

Policiais do sudoeste da China impediram que militantes de entidades de defesa dos direitos humanos distribuíssem panfletos que continham informações sobre os protestos na Tunísia e no Egito, denunciou um dissidente ontem.

, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2011 | 00h00

De acordo com Chen Xi, os militantes tentaram distribuir os panfletos na cidade de Guiyang, na Província de Guizhou, na segunda-feira.

Chen disse à AFP que os militantes foram impedidos sob a alegação de que o momento era "impróprio" para a divulgação das informações. Segundo o dissidente, os policiais teriam oferecido dinheiro para compensar os gastos com a produção dos panfletos. Chen afirmou que os agentes chegaram a oferecer 3 mil yuans - ou US$ 456 -, mas não esclareceu se os militantes aceitaram a quantia. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.