China impede jornalista de ir à Suíça estudar direitos humanos

Zan Aizong, jornalista da província de Zhejiang, foi detido quando tentava deixar o país com destino a Genebra

EFE

20 de setembro de 2008 | 01h38

As autoridades chinesas impediram que o jornalista Zan Aizong viajasse para Genebra, na Suíça, para estudar direitos humanos em um evento organizado por uma ONG, informou neste sábado a Chinese Human Rights Defenders (CHRD), em comunicado. Segundo a fonte, Zan Aizong, jornalista e escritor da província oriental de Zhejiang, foi retido neste mês em um aeroporto quando tentava deixar o país com destino a Genebra. A ONG informou também que a coluna que Zan escreve na internet sobre atualidade, conhecida como "Meizhou Dianping" (comentários semanais), foi censurada por dois dias esta semana depois de seu último comentário fazer referência a um escândalo político local. Na nota, a CHRD assinala que não está claro quem ordenou o bloqueio do site de Zan, mas sugere que "altos cargos em Pequim tenham pedido sua censura.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaDireitos Humanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.