China importa 9,6% a mais de petróleo entre janeiro e maio

O aumento das importações se deve à crescente demanda de derivados

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

As importações de petróleo da China aumentaram 9,6% nos cinco primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2006, informa a imprensa oficial. A China comprou 67,43 milhões de toneladas de petróleo nesse período. As exportações caíram 37%, até 1,6 milhão de toneladas, segundo dados da CNPC, maior petrolífera chinesa, citados pelo jornal estatal "China Daily". Segundo analistas da companhia, o aumento das importações se deveu à crescente demanda de derivados. Além disso, o país iniciou os esforços para construir uma reserva estratégica de petróleo. As primeiras três reservas são operadas pelas petrolíferas Sinopec e Sinochem. A rival CNPC também analisa a possibilidade de construir a sua. Todas elas se baseiam principalmente em petróleo importado. A China era majoritariamente exportadora de petróleo até o início dos anos 90, quando, devido ao seu crescimento econômico, começou a aumentar as exportações num ritmo acelerado. No ano passado, Angola se tornou o maior fornecedor de petróleo para a China, com 7% do total, superando a Arábia Saudita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.