China investiga 4 japoneses suspeitos de filmar área militar

A China está investigando quatro cidadãos japoneses suspeitos de entrarem em uma zona militar e filmarem ilegalmente alvos militares, informou a agência estatal de notícias Xinhua nesta quinta-feira, citando autoridades de segurança locais.

REUTERS

23 de setembro de 2010 | 12h16

"As autoridades estatais de segurança em Shijiazhuang, capital de Hebei, tomaram medidas contra quatro pessoas, segundo a lei, depois de receberem informações sobre suas atividades ilegais", disse a Xinhua.

A investigação ocorre no momento em que a China está pressionando o Japão para libertar o capitão de um pesqueiro, detido no Japão desde que seu barco colidiu contra um navio de patrulha japonês no início do mês. O incidente ocorreu próximo a ilhotas disputadas pelos dois países, conhecidas como Diaoyu pelos chineses e Senkaku pelos japoneses.

A China cancelou reuniões diplomáticas e visitas de intercâmbio de estudantes japoneses, como protesto pela detenção do capitão.

(Reportagem de Lucy Hornby)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAJAPAOINVESTIGA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.