China investiga parlamentar veterano em meio a repressão à corrupção

A China está investigando um membro do alto escalão parlamentar, informou a principal agência de combate à corrupção do país nesta sexta-feira, a mais recente autoridade de destaque a se tornar alvo da campanha governamental contra práticas ilegais.

REUTERS

29 de agosto de 2014 | 11h59

Bai Enpei, outrora principal autoridade do Partido Comunista na província de Yunnan e vice-líder de um comitê de proteção ambiental no Congresso Nacional do Povo, foi posto sob investigação, afirmou a Comissão Central para a Inspeção Disciplinar.

Bai, de 67 anos, é "suspeito de sérias violações da disciplina e da lei", declarou o organismo em um comunicado em seu site, usando a linguagem do partido para corrupção sem dar maiores detalhes.

A liderança sob o presidente chinês, Xi Jinping, lançou uma campanha anti-corrupção para blindar um mandato abalado por suspeitas de que as autoridades desperdiçam o dinheiro dos contribuintes ou usam seus cargos para vantagens pessoais.

Xi disse que a corrupção ameaça a sobrevivência do partido governista.

Bai atuou como secretário do partido em Yunnan durante dez anos a partir de 2001, de acordo com seu currículo. Em 2011 ele foi nomeado ao parlamento e se tornou vice-líder do Comitê de Proteção Ambiental e Conservação de Recursos.

(Por Michael Martina)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINACORRUPCAOPOLITICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.