China lança primeira fragata Stealth

A China lançou a primeira embarcação da nova classe de fragatas Stealth (que conseguem escapar à detecção eletrônica) equipadas com mísseis para substituir modelos mais antigos e aumentar a capacidade do país em realizar patrulhas e escoltar navios e submarinos em águas em disputa nos mares do Sul da China e da China Oriental.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 09h37

A primeira embarcação do grupo foi entregue anteriormente à Marinha na segunda-feira em Xangai, que abriga um dos maiores complexos de estaleiros navais, de acordo com um agência de notícias Xinhua e o site da Marinha.

Recém-promovido comandante da Marinha, Wu Shengli participou da cerimônia de entrega da fragata, afirmou a Xinhua, uma indicação da importância dada a missão dos novos navios.

Os navios, que também conseguem transportar helicópteros, apresentam um design sofisticado para serem mais silenciosos e mais difíceis de serem detectar por radar. Além disso, as embarcações estão armadas com mísseis antinavio e explosivos antiaéreos. Eles também precisam de uma tripulação de apenas 60 pessoas, dois terços a menos que os navios mais antigos, uma grande vantagem que deve aumentar a eficiência e aliviar custos de treinamento e recrutamento.

Até agora, a Marinha permaneceu distante das ilha disputadas pela China com outros países, a fim de evitar novas tensões. No entanto, a China não esconde seu desejo de ampliar o alcance de sua capacidade naval. A Marinha tem recebido atenção considerável em modernização militar da China. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinamarinha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.