China liberta dissidente

Um ex-líder do movimento em prol dademocracia chinesa de 1989 disse nessa quinta-feira tersido libertado de uma prisão agrícola com nove meses deantecedência. Zhou Yongjun, detido quando retornou do exterior em 1998 paravisitar seus pais, disse ter sido libertado na segunda-feira deuma prisão agrícola situada no sudoeste da China. Zhou, de 34 anos, cumpria uma sentença de três anos dedetenção em Mianyang, cidade situada na província de Sichuan.Ele foi preso por cruzar ilegalmente a fronteira entre Hong Konge China. A polícia pode impor tais sentenças sem a realização dejulgamento. Antes, Zhou havia passado dois anos detido quando os lídereschineses reprimiram o movimento centralizado na Praça da PazCelestial em 1989. Depois, ele deixou a China rumo a Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.