China manterá política monetária prudente, diz premiê

A China continuará conduzindo uma política monetária prudente, com foco em medidas de flexibilização definidas, afirmou o primeiro-ministro, Li Keqiang, de acordo com um comunicado publicado em um website do governo central. Falando ao Conselho de Estado, o gabinete governamental da China, Li afirmou que o país evitou estimular a sua economia no ano passado por meio de impressão de moeda.

REUTERS

20 de setembro de 2014 | 13h05

"Na atual situação econômica complexa e com pressão de desaceleração, temos que manter a concentração e aderir a uma política fiscal proativa e a uma política monetária prudente, para estabilizar as expectativas do mercado", disse Li. Ele disse estar confiante de que a massiva urbanização chinesa ajudará o país a obter crescimento econômico no futuro.

(Por Stian Reklev e Niu Shuping)

Mais conteúdo sobre:
CHINAECONOMIAPREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.