China marca dia antidrogas da ONU com execuções

O governo da China executou pelo menos 56 pessoas por tráfico de entorpecentes ao mesmo tempo em que organizou demonstrações em todo o país para celebrar uma jornada antidrogas patrocinada pelas Nações Unidas. Milhares de pessoas assistiram hoje uma manifestação no Estádio de Kunming, capital da província de Yunan, onde 20 supostos narcotraficantes foram condenados à morte, disse um funcionário da polícia. As execuções ocorreram de forma simultânea em outro local.Também hoje, oito pessoas foram executadas por narcotráfico na cidade central de Wughan e outras cinco na ilha sulista de Hainan. De acordo com a mídia chinesa, ontem a polícia de Yunan executou Li Shaoju, um cidadão de Myanmar, por contrabando de drogas. No mesmo dia, na província costeira de Fujian, cinco cidadãos taiwaneses por tentar introduzir drogas através do Estreito de Taiwan. Outros 18 traficantes de heroína foram executados em Chongquing, no sudoeste da China.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.