China: mortes em explosão em porto somam 121

Autoridades chinesas anunciaram que o número de mortos na explosão do armazém químico no porto de Tianjin, no norte da China, subiu para 121, enquanto outras 54 pessoas continuam desaparecidas.

AE, Estadão Conteúdo

22 de agosto de 2015 | 08h05

O governo municipal disse neste sábado que a contagem de mortes no desastre de 12 de agosto inclui 67 bombeiros, e ainda há outros 37 bombeiros desaparecidos. Onze policiais também estão entre os mortos e desaparecidos, o que tornou a explosão o pior desastre para socorristas da história chinesa recente.

Técnicos detectaram níveis de cianeto de até 356 vezes o patamar seguro em um raio de 3 km de distância da área evacuada, embora nenhuma contaminação anormal tenha sido detectada fora desse local.

Animais pequenos, como coelhos, pombos e galinhas, foram colocados na

zona de desastre para testar se é segura para seres humanos, enquanto trabalhadores em trajes apropriados para lidar com materiais perigosos limpavam a área. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinamortesexplosãoportotianjin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.