China não comenta relatório sobre armas nucleares da Coreia do Norte

A China não quis comentar o relatório de uma agência de espionagem do Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, que citou que a Coreia do Norte tem capacidade de lançar um míssil balístico equipado com bombas atômicas.

Reuters

12 de abril de 2013 | 06h49

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hong Lei, disse em entrevista coletiva nesta sexta-feira que não tinha comentários sobre o relatório. Ele reiterou a posição da China de que as tensões na península coreana têm de ser resolvidas por meio do diálogo.

A tensão foi alimentada pela raiva da Coreia do Norte com a imposição de novas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) ao país, após seu mais recente teste nuclear, em fevereiro, criando um dos piores períodos de estresse na península desde o fim da guerra coreana em 1953.

(Reportagem de Ben Blanchard)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINANUCLEARCOREIAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.