China nega acusações do New York Times

A China negou as acusações de que invadiu o sistema do New York Times. O jornal alega que o ataque está ligado a uma matéria sobre a fortuna acumulada pela família do primeiro-ministro Wen Jiabao.

AE, Agência Estado

31 de janeiro de 2013 | 09h13

"As autoridades competentes da China já emitiram uma clara resposta às acusações infundadas feitas pelo New York Times", disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Hong Lei, a repórteres em Pequim. "Afirmar de forma arbitrária e concluir sem provas concretas que a China participou em tais ataques de hackers é totalmente irresponsável".

O New York Times disse, mais cedo, que a invasão poderia estar ligada com o Exército da China. Nos últimos quatro meses, hackers invadiram sistemas de computador e roubaram senhas dos funcionários. Os hackers se concentraram nos e-mails de um repórter em Xangai, que escreveu uma matéria no dia 25 de outubro sobre parentes próximos de Wen que arrecadaram bilhões de dólares em acordos corporativos.

O jornal declarou que consultores de tecnologia da informação acreditavam que os ataques "começaram a partir dos mesmos computadores universitários usados pelos militares chineses para atacar empresas militares norte-americanas no passado".

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinahackersnyt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.