China pede calma a Seul e a Pyongyang

A China pediu ontem calma à Coreia do Norte e à Coreia do Sul. O porta-voz da chancelaria chinesa, Hong Lei, disse que os dois países devem se conter para evitar ações extremas. Na sexta-feira, o comando do Exército norte-coreano criticou planos de entidades sul-coreanas de divulgar publicações contra o país vizinho e ameaçou com um ataque militar. Seul respondeu também com uma ameaça de retaliação armada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.