China pede calma após anúncio norte-coreano de foguete

A China expressou preocupação neste domingo, embora tenha feito um apelo por uma resposta tranquila, após a Coreia do Norte anunciar o seu segundo lançamento de foguete em 2012, em um movimento que deve aumentar as tensões diplomáticas na região.

Reuters

02 de dezembro de 2012 | 11h24

"Expressamos grande preocupação com o anúncio da Coreia do Norte de lançamento de satélite, assim como observamos a reação de outras partes", afirmou o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores chinês, Qin Gang, em comunicado.

"A Coreia do Norte tem direito ao uso do espaço para fins pacíficos, mas esse direito tem sido restringido pelas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. (A China) Espera que todos os lados envolvidos possam fazer mais para garantir a paz e a estabilidade na península (coreana), e espera que lidem com o assunto com tranquilidade, para evitar a escalada da situação", completou.

(Reportagem de Ben Blanchard e Chen Aizhu)

Mais conteúdo sobre:
CHINAFOGUETECONFLITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.