China permite que americanos se encontrem com tripulação

As autoridades chinesas decidiram permitir que funcionários das embaixador dos EUA se encontrem nas próximas horas com os 24 membros da tripulação do avião de espionagem da Marinha americana que foram obrigados a fazer um pouso de emergência na ilha chinesa de Hainan do domingo, depois de uma colisão no ar, sobre águas internacionais, com um caça de intercepção chinês. Os tripulantes foram detidos por soldados chineses e recolhidos em um lugar desconhecido. A informação sobre o encontro com os tripulantes foi divulgada hoje pelo embaixador dos EUA na China, Joseph Prueher.Horas antes, em Washington, o porta-voz da Casa Branca, Scott McClellan, havia expressado que diplomáticos americanos se dispunham a reunir-se nesta terça-feira à noite com a tripulação do avião. ?Tivemos uma reunião ontem à noite com o subsecretário de Relações Exteriores da China, Zhou Wenzhong, e ele disse que poderíamos falar com a tripulação hoje?, disse Preuher.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.