China pode entrar para OMC em novembro

Depois de 15 anos de negociações, a China está próxima de ser incorporada à Organização Mundial do Comércio (OMC).Nesta quarta-feira, após seis dias de intensas negociações em Genebra, diplomatas de Pequim e das principais economias do mundo disseram que a incorporação da China poderá ocorrer durante reunião ministerial da OMC, em Doha, em novembro."Temos esperança de que isso irá ocorrer", afirmou o vice-ministro do comércio da China, Long Yongtu. Os entraves estão no setor de serviços e de quotas tarifárias. Pelo menos mais duas reuniões devem ocorrer para solucionar esses temas.A principal vitória dos chineses na última rodada de negociações foi conseguir manter seu direito de subsidiar a agricultura, que emprega 900 milhões de pessoas.Para isso, a China teria de ser considerada um país em desenvolvimento, o que os Estados Unidos não estavam dispostos a aceitar. A solução foi a criação de um regra específica para os chineses.Enquanto os países em desenvolvimento têm o direito de subsidiar o campo em até 10% do total do valor de sua produção, os países ricos podem subsidiar em apenas 5%. Para a China, ficou estabelecido que poderão dar subsídios de até 8,5% do valor de sua produção.Pequim ainda conseguiu a criação de períodos de transição para a abertura econômica até 2005. Para a importação de carros dos Estados Unidos, por exemplo, o país terá até 2006 para reduzir a "Grande Muralha" de barreiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.