China pode fortalecer regime comunista em congresso do partido

O Partido Comunista da China vai discutir uma proposta para alteração de estatuto em um Congresso no início de novembro, informou a mídia estatal nesta segunda-feira, numa medida que visa reforçar o regime de partido único ao longo dos próximos cinco anos.

SUI-LEE WEE, Reuters

22 de outubro de 2012 | 12h30

A agência de notícias estatal Xinhua não entrou em detalhes sobre quais alterações poderiam acontecer, embora o partido já tenha formado as diretrizes nas quais grandes decisões políticas, como mover a China na direção de uma economia de mercado, foram baseadas.

"A reunião destacou a importância de se fazer um projeto de emenda à Constituição do PC (Partido Comunista), que está de acordo com as necessidades de inovação teórica, prática e desenvolvimento do PC e também promover o trabalho do PC e reforçar a sua construção", disse a Xinhua, citando um comunicado da reunião do Politburo.

O estatuto do partido não chega a ser um documento jurídico, mas sim um guia de organização e compilação das justificativas ideológicas que os comunistas chineses acumularam --e muitas vezes silenciosamente arquivaram-- em sua evolução desde um partido de Mao Zedong e revolução em massa para um de crescimento dinâmico e de mercados em massa.

O estatuto também cimentou legados dos líderes anteriores, marcou políticas consagradas como deixar capitalistas entrarem no partido, e salientou a modernização econômica como uma prioridade da nação.

Em 2007, o partido emitiu uma versão alterada do seu estatuto consagrando os slogans e a maior influência do presidente Hu Jintao, que deixa o cargo como líder do partido em 8 de novembro no 18o Congresso.

As mudanças foram uma vitória simbólica para Hu neste Estado de partido único, onde o jargão ideológico é a linguagem do poder, dizendo a funcionários e cidadãos quais líderes seguir.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINACONSTITUICAOPARTIDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.