China prende 9 monges suspeitos de bomba no Tibet

A polícia chinesa deteve nove mongestibetanos suspeitos de um ataque a bomba a um prédio do governono Tibet, informou neste sábado a agência estatal de notíciasXinhua. Este é o primeiro relato da bomba, que a Xinhua informa terocorrido no dia 23 de março. Não há menção a mortes ou danoscausados. Um monge de alto escalão no Monastério Tongxia era o líder,segundo a Xinhua. A agência acrescentou que ele e outros oitosuspeitos, todos monges do mesmo templo, confessaram o crime. A China tem acusado grupos tibetanos de planejar ataquessuicidas após os protestos do mês passado, mas este parece sero primeiro relato de um ataque a bomba durante a agitação. (Por Simon Rabinovitch)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.