China prende funcionários acusados de desmatamento

Um agente florestal que derrubava árvores raras no oeste da China foi sentenciado a sete anos e meio de prisão, informou nesta quarta-feira a agência de notícias Nova China. Outras onze pessoas receberam sentenças superiores a quatro anos de prisão. As sentenças foram emitidas pela Corte Popular de Gongliu. A agência de notícias não informou quando as condenações foram anunciadas. O oeste da China vem sendo gravemente afetado nos últimos anos pelo desmatamento ilegal de suas florestas.

Agencia Estado,

02 Janeiro 2002 | 13h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.