Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

China processa por subversão operador de Internet

A Justiça chinesa processou hoje oresponsável por uma página na Internet por subversão, devido a publicação de um artigo comemorativo aos protestos democráticosna Praça Tiananmen, em 1989.O processo de Huang Gi, no Tribunal Popular de Chegdu, no oeste da China, foi vetado ao público e à família do acusado, informou um funcionário da corte que se identificou apenas como senhor Lin.Huang é acusado de "incitar a queda do poder do Estado".Grupos de promoção dos direitos humanos disseram que isso tem a ver com as afirmações do governo de que o site mencionou em seu artigo o movimento independentista da região muçulmana de Xinjiang e o proscrito movimento espiritual Falun Gong. Huang foi detido em sua casa em Chengdu, no oeste da China, em 3 de junho do ano passado, às véspera do 10º aniversário da sangrenta repressão militar contra os protestos pró-democracia.

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2001 | 17h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.