China proíbe hospitais de rejeitarem pacientes com aids

O Ministério da Saúde da China proibiu os hospitais do país de rejeitarem pacientes infectados com o vírus HIV, causador da aids.

AE, Agência Estado

23 de novembro de 2012 | 12h22

Uma circular emitida pelo ministério ordenou que as autoridades de saúde em todos os níveis governamentais garantam tratamento para quem sofre de aids. A ordem cobre tanto os que já sabem que foram infectados quanto os que têm a infecção descoberta durante um tratamento.

O comunicado também requer que as autoridades garantam medidas de proteção para profissionais da saúde. Dois dias antes, o vice-primeiro-ministro chinês Li Keqiang interveio para exigir que um hospital na cidade de Tianjin oferecesse tratamento para um paciente de 25 anos com câncer de pulmão, após o homem ser recusado no hospital por ser soropositivo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaaids

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.